Sessao Nostalgia

Sessão Nostalgia: não é uma Brastemp

A Talent lançou para a Brastemp uma das campanhas mais lembradas da publicidade brasileira. Apesar do slogan “não tem comparação”, foi o trecho do roteiro “não é uma Brastemp” que caiu na boca do povo e até hoje é lembrado por algumas pessoas na hora de falar sobre algo que não é tão bom.

A campanha teve vários comerciais, por isso vou postar a que Washington Olivetto escolheu para representá-la.

Mesmo não usando esta linha de criação desde 2003, acredito que muita gente olha um eletrodoméstico da Brastemp e pensa no famoso bordão. Para saber mais detalhes sobre como foi criado este marco da publicidade, leia este post do Almanaque da Comunicação.

Para comprar produtos Brastemp no Submarino, clique aqui.

Deixe seu recado

4 Comentários

  1. Realmente é um clássico. Uma das poucas campanhas publicitária que de tão bem feita, conseguiu reforçar incrivelmente a imagem de marca. Lembrei o que Nizan Guanaes disse uma vez, que “branding” é o que a publicidade faz. Discordo totalmente. Mas se todas as campanhas fossem como essas, aí sim, branding poderia ser mérito da propaganda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *