ImpressoVideo

Seleção de anúncios gays da publicidade brasileira

Enquanto no exterior anúncios gays já viraram realidade, no Brasil, a este lado da publicidade pratica continua dentro do armário. Mesmo a publicidade se reinventando em termos de formato e inovação, agências e anunciantes resistem em colocar casais homoafetivos como protagonistas.

Em 2013, a Talent criou página dupla da construtora Maxhaus com um texto inspirador para o casal de lésbicas e, por extensão, a toda comunidade LGBT.

Maxhaus-lesbicas

No ano passado, a TagZag criou a campanha MEL – Movimento Espírito Lilas que foi veiculada na Paraíba e mostrou o primeiro beijo gay em anos da publicidade no Brasil.

Já a H2OH! gerou polêmica com a expressão “sapecar” dito pela personagem em detrimento ao termo “galinhar”.

Na campanha de fim de ano, a Banrisul exibiu na TV gaúcha um comercial com todos os tipos de famílias, incluindo um casal de homens arrumando a cama de casal. Dura um segundo, mas envia uma forte mensagem para o público.

Como deu para perceber, são poucas as marcas que têm coragem de abordar o assunto, sempre de forma discreta e nunca em campanha com abrangência nacional. Como os movimentos homossexuais lembram, a publicidade com gays não é voltado para este público e sim para fortalecer o posicionamento da empresa. Além disso, a publicidade sempre acompanha a evolução de pensamento da sociedade, sem propor algo que esteja à frente do seu tempo.

Os exemplos citados foram extraídos deste texto que vale ser lido.

Deixe seu recado

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *