Video

Esse case é foda: assédio dentro de agências de publicidade

Esse case é foda: assédio dentro de agências de publicidade

A agência paraibana TagZag divulgou o resultado de uma pesquisa batizada com uma expressão que publicitários falam quando encontram uma campanha muito boa: esse case é foda. Mas, desta vez, a frase tem significado ruim sobre as agências publicitárias do nordeste: o machismo e o assédio em cima das publicitárias. Vale acessar o site para conferir casos reais passados por 71% das profissionais e assistir à série de vídeos feitos para o projeto.

 

Mais sobre o Esse Case É Foda

O projeto foi lançado no dia 26/08, Dia da Igualdade Feminina. Os dados foram recolhidos através de um formulário que se espalhou organicamente entre as profissionais que trabalham em agências dos 9 estados nordestinos. Cerca de 200 mulheres responderam a pesquisa e revelaram a rotina onde ouvem piadas machistas, cantadas de clientes e chefes, além de serem julgadas pela aparência e receberem menos que um colega masculino exercendo a mesma função.

Para Carol Crozara, head of digital da TagZag: “é necessário criar gatilhos para evitar o assédio e, por tabela, reduzir o machismo nas agências. Não é fácil, sempre tem muita coisa envolvida. Mas ficar em silêncio só ajuda a manter o ambiente confortável para os assediadores.”

Como o site sugere, se você possui veículo ou plataforma, publique o case. E leia o bate papo para ele chegar a mais pessoas. Em tempos que marcas estão mudando comportamentos através de suas campanhas, já passou da hora que as próprias agências comecem a rever seus conceitos. Aproveite e que o Adnews teve com Carol sobre o assunto.

Deixe seu recado

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *