O Aprendiz 6

O Aprendiz 6: conexão da Vivo

No episódio anterior, a Maxxi perdeu para a Best na prova do comércio eletrônico e Rafael, que era líder da equipe, foi demitido por não ter pulso firme para direcionar a equipe.

Desta vez, Roberto Justus usou a Vivo como a empresa a ser trabalhada nesta tarefa. Aproveitou para mostrar o comercial criado pela sua agência, a Young e Rubicam, e deu total liberdade para os aprendizes criarem uma ação para divulgar a “conexão como nenhuma outra” da Vivo, posicionamento adotado pela empresa. Apesar de não ter muitas regras, o trabalho deveria girar em torno de quatro temas: educação, esporte, cultura ou sustentabilidade.

Rodrigo é o líder da Best e escolheu o tema sustentabilidade para trabalhar com seu grupo. Ele define que mudas de plantas serão plantadas para cada participante que aderir à campanha. A equipe utilizou o twitter, blogs, MSN e outras mídias sociais para disseminar a sua mensagem. Já a Maxxi e sua líder Maitê não conseguem encontrar “A Idéia” e usam o Flash Mob proposto pela líder: reunir cerca de cem pessoas para abraçar uma árvore, além de lançar um viral com depoimentos das pessoas que estavam passando na rua.

Durante o programa, deu para perceber que o flash mob da Maxxi foi um grande fracasso e motivo de vergonha alheia: apenas duas pessoas foram ao local combinado via Orkut e SMS com direito a uso de máscaras e abraço em um galho que mais parecia um taco de sinuca, segundo Walter Longo. Enquanto isso, a estratégia da Best surge efeito e a equipe não pára de receber respostas de pessoas querendo aderir ao movimento deles. Na apresentação, Rodrigo apresentou os resultados gerados, dando a merecida vitória para a Best, que foi curtir uma viagem ao Canadá como prêmio.

Na sala de reunião, Justus e Walter Longo apontaram os erros patéticos cometidos pela Maxxi, desde o viral que teve apenas 78 visitas na época até a idéia bizarra em abraçar uma árvore. Cláudio Forner comentou que teve gente perguntou qual era o motivo do “protesto”. Foram tanto erros cometidos que deu até para Walter se divertir um pouco, com tiradas engraçadas sobre a árvore a ser abraçada.

Justus lamenta o que a Maxxi fez com a marca da Vivo, esquecendo de mobilizar as pessoas por causa da conexão oferecida pela empresa, para focar numa mobilização totalmente fora do conceito. Walter Longo chegou a perguntar: “a Vivo é uma ONG”?


Crédito da foto

Na hora de decidir quem iria para casa desta vez, a batata estava assando para a Maitê, que se defendia como pôde. Mas a líder conseguiu colocar as atenções para Álvaro, que durante a prova se mostrava cansado, jogando durante a prova, além de não participar com vigor da prova. O que deve ter pesado na sua demissão foi o pouco interesse demonstrado pelo estudante de psicologia em trabalhar com Justus. Por isso, Álvaro Guedes foi demitido nesta edição.

Perdeu o episódio? Clique aqui e espere os vpideo serem liberados no Youtube.

PS1: Até agora achava que não tinha um favorito para conquistar o programa, mas Rodrigo se destacou nas duas últimas provas com suas estratégias bem sucedidas para anunciar em mídias sociais, além de vencer quatro vezes consecutivas. Com certeza, Roberto já está de olho nele.

PS2: Na hora do depoimento de despedida, Álvaro admitiu que entrou no programa mais pelo R$ 1 milhão do que o emprego em si.

Deixe seu recado

3 Comentários

  1. Nossa… é como a Maytê disse, a Maxxi está em uma péssima fase. O jogo virou, a Best está me surpreendendo…
    Concordo plenamente com o favoretismo do Rodrigo. Agora, de fato, ele é o que se destaca.

    Nem comentarei sobre o fiasco da campanha do Taco de Sinuca na Paulista ¬¬’

    A batata da Maytê está assando… e a Karina está visivelmente decepcionada…Acredito que ela tinha notado que o Justus ia com a cara dela, mas agora, pode ser que esse fato não mais proceda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *